Tipos de calçado: ideias para o dia a dia

A moda é algo que pode ser definido com um conjunto de comportamentos estéticos e visuais, sendo então constituída pelos hábitos de consumo e de expressão adotados por uma geração, influenciando na confecção de roupas, acessórios e tipos de calçado.

Contudo, um erro comum das pessoas é achar que a moda está ligada unicamente a um conceito estético, que sim, é um definidor de grande parte das atividades e técnicas a serem adotadas por uma sociedade, mas existe também a sua funcionalidade das peças.

É até considerável a escolha de uma peça de destaques diferentes, para uma cerimônia ou celebração. Eventos pontuais, como acontece nas passarelas com a apresentação de peças novas de uma coleção.

No entanto, por mais chamativo que seja, não é adequado o uso dessas peças exuberantes no dia a dia, afinal ninguém consegue lavar uma louça com um par de luvas delicadas, trabalhar no escritório com um vestido apertado, e por aí em diante.

A moda trabalha com a união entre os conceitos estéticos e práticos que estão presentes em uma peça de roupa, como o uso de uma bota pvc preta no ambiente de trabalho, tendo uma função ocupacional, mas também de valor visual.

Com base nisso acaba por se destacar também a adequação de uma peça de roupa a um ambiente ou a uma atividade específica, como uma roupa de gala para entrar em certos eventos ou a necessidade de equipamentos de proteção para os funcionários de uma obra.

Um conceito trabalhado desde a infância, com a aplicação dos uniformes escolares a serem definidos pelo conselho estudantil de uma instituição de ensino, que passa a exigir a confecção de uniformes profissionais para os seus alunos e funcionários.

E dentro desses aspectos visuais, do ramo profissional ao estilo de vida, é que os conceitos de moda estão tão presentes no nosso cotidiano, indo da cabeça aos pés.

O estilo atrás de cada passo

A criação dos calçados se deu por uma questão de sobrevivência, com pinturas provenientes dos homens das cavernas indicando uso de peles para proteger os seus pés. Um conceito similar à adoção pelo uso de roupas em geral.

Com o passar do tempo, os calçados foram sendo aperfeiçoados de acordo com a cultura de cada região, utilizando diferentes materiais aos quais esses povos tinham acesso, com um destaque inicial para as peças constituídas de matérias-primas animais.

E se a moda é definida justamente pelo conjunto de costumes de uma sociedade, é fácil afirmar como a relação entre a moda e os calçados estava presente desde a sua criação. Permitindo hoje chinelos personalizados e brindes serem distribuídos em festas.

Em certas localidades, como no Império Romano, o uso de calçados, assim como o seu material e estilo eram vistos como um sinal de sua posição social, algo que não mudou muito se pensarmos nos dias de hoje.

Assim como outras peças de roupas, os calçados passaram a ocupar uma importante posição social acerca de quesitos de moda, revelando as características de uma comunidade, podendo indicar até mesmo o perfil do seu usuário.

Peças de vestuários que conquistaram o imaginários popular, sendo o elemento principal de filmes e contos, como Cinderela e seu salto de cristal, ou então com os sapatos de rubi usados pela protagonista Dorothy, no clássico O Mágico de Oz (1939).

Junto a isso existe também a marca deixada por esses calçados na história, sendo relacionadas a cargos e ofícios específicos, como os saltos para secretários, as sapatilhas para bailarinas, os sapatos para empresários e a bota de segurança EPI para operários.

Uma situação que resulta na pluralidade de calçados disponíveis no mercado, cada um com a sua especialidade, tanto para trabalho como para atividades esportivas, de lazer ou de cunho social. Sendo popular inclusive as lojas especializadas em calçados.

E para aproveitar ao máximo as possibilidades de estilo, praticidade e adequação dessas peças de roupa às atividades por você praticada, é importante conhecer a fundo os diferentes modelos de calçados existentes.

As características de cada calçado

É impossível falar sobre todos os tipos de calçados existentes, pois assim como a moda, eles se renovam em uma frequência difícil de se acompanhar, apresentando novos modelos, cores e possibilidades com a mesma constância de adaptação da sociedade.

No entanto, é importante conhecer as características dos modelos mais populares, de forma a identificar as ocasiões corretas de utilizar uma peça específica, passando a contar não apenas com  seu estilo, mas também com os benefícios que cada modelo pode resultar.

Logo, vamos então a uma breve demonstração dos estilos mais comuns de calçados que podem ser encontrados em um simples passeio na rua, a começar pelas:

Sandálias

O grande diferencial das sandálias para a maioria dos calçados está em sua abertura superior, deixando exposto uma boa parte dos pés do seu usuário, trazendo um estilo descontraído e leve para as pessoas que os utilizam.

É um modelo que acaba por englobar uma série de diferentes estilos e formatos, tendo entre elas:

  • Chinelo;
  • Plataforma;
  • Gladiadora;
  • Rasteirinha;
  • Tratorada;
  • Flatform;
  • Anabelas.

Com diferentes cores e estampas, podendo contar com pequenos detalhes ou com uma estampa total, as sandálias são adequadas para ambientes de clima quente, tornando-se a marca registrada de lugares tropicais.

Como no Rio de Janeiro, no qual a sandália deixa de ser um calçado informal, podendo ser utilizada em um passeio à praia, ao shopping e até mesmo no ambiente de trabalho, caso lá não exista um dress code, indicando um estilo uniforme de roupa para os funcionários.

Tênis

Um par de tênis é um dos principais parceiros de qualquer atleta, independentemente do seu esporte praticado. Práticos e confortáveis, esses calçados se destacam pelo auxílio que trazem na realização de exercícios físicos ou práticas esportivas.

Por causa dessa especialidade, os tênis acabam por resumir o seu uso a essas ocasiões, combinando somente com roupas também esportivas, com camisas regatas e calças do modelo legging.

Mas isso não impede um funcionário de uma empresa de TI ter em seu armário um par de tênis, utilizados durante a sua corrida matinal até a academia próxima do seu escritório de trabalho. Fora o fato dos tênis se destacarem pelos seus diferentes modelos e cores.

Sapatos sociais

Mas já que o assunto trabalho foi tocado, é importante falar sobre o estilo de calçado que melhor se adequa a tais ambientes, que é o sapato social. Utilizado também em cerimônias de confraternização, esses modelos se destacam pelo uso de cores sóbrias.

Comum de ser encontrado com uma base de couro, sintético ou natural, os sapatos ainda são muito conectados ao público masculino.

Contudo, com a integração da mulher no mercado de trabalho, os sapatos sociais femininos passaram a fazer parte dos uniformes sociais em SP a serem procurados com constância em lojas especializadas, juntos a ternos e blazers.

Sapatênis

Unindo os conceitos citados nos tópicos anteriores, os sapatênis unem a seriedade dos sapatos sociais com o estilo descontraído encontrado nos tênis tradicionais.

Por causa desse casamento de estilos, os sapatênis se adequam tanto a um ambiente de trabalho como a um evento social. O calçado ideal para quem comparecerá à confraternização anual de funcionários em sua empresa.

Saltos

Um modelo popular de calçados voltados ao público feminino são os saltos, encontrados em sua maioria através de dois modelos, os de salto fino e grosso.

Símbolo de elegância, o salto fino é indicado para eventos de gala, principalmente aqueles realizados à noite, fazendo uma boa combinação com vestidos. Contudo, não há de se negar que eles podem não ser as peças mais confortáveis.

Como uma opção se destaca os saltos grossos, que carregam o mesmo conceito de elegância, porém sem deixar os seus pés doloridos, indicados para eventos de grande duração, combinando também com ternos e blazers.

Sapatilhas

E quando se pensa em um calçado a ser visto como símbolo de delicadeza, as sapatilhas se destacam como o maior representante nesse sentido. Tendo origem com o seu uso específico no balé, atualmente esse calçado pode ser encontrado em diversos locais.

Com a parte de cima do pé exposta, junto a ausência de salto, as sapatilhas são vistas como uma mescla entre o delicado e o descontraído, podendo ser visto até mesmo no ambiente profissional, como em reuniões, mas também em passeios casuais.

Em algumas empresas se tornando até mesmo parte de vestuário exigido às funcionárias, sendo feito o pedido a uma fábrica de uniformes personalizados.

E esses são apenas alguns exemplos de calçados disponíveis nas vitrines de uma loja de roupas, ou na página de serviços de um comércio virtual, fora as páginas de um catálogo de revista, tendo disponíveis modelos para as mais diferentes finalidades.

É importante lembrar que os conceitos de moda se aplicam a todo tipo de vestuário usado pelo ser humano, incluindo as peças que ornamentam os seus pés.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Olá, Eu sou Marco Macei, fundador do blog Marco da Moda. Atualmente moro na cidade de Mogi das Cruzes, interior de São Paulo. Amo séries e as minhas preferidas são: Breaking Bad, Stranger Things, Game of Thrones e, mais atual, Altered Carbon. Adoro filmes de ficção científica, aventura e comédia. Quer me deixar feliz? Só me dar pipoca que já é o suficiente.

Deixe um comentário