Sustentabilidade na indústria têxtil: conheça algumas medidas

A indústria têxtil é o segundo maior setor do mercado comercial global, em termos de atividades econômicas.

Porém, sendo um mercado lucrativo por um lado, a indústria é como uma faca de dois gumes, que requer um alto nível de monitoramento e adaptação às diretrizes adequadas para reduzir seus efeitos colaterais no meio ambiente. 

Nesse sentido, surge o conceito de sustentabilidade no setor, cujo objetivo é criar ecossistemas e comunidades verdes por meio de sua atividade. Isso pode incluir:

  • Aumentar o valor da produção e produtos locais;
  • Prolongar o ciclo de vida dos materiais;
  • Aumentar o valor de roupas atemporais;
  • Reduzir a quantidade de resíduos;
  • Reduzir os danos ao meio ambiente.

Para começar, a sustentabilidade na indústria têxtil e do vestuário foi além do uso de materiais orgânicos e processos eficientes. A cadeia têxtil consome uma grande quantidade de água e energia, junto com o uso de diversos produtos químicos e substâncias nocivas. 

A maioria das indústrias têxteis despeja uma grande quantidade de resíduos nocivos, conforme detectado em análise de água potável, o que representa uma ameaça para os seres vivos da natureza. 

Há uma necessidade urgente de adotar métodos de fabricação mais novos, que não prejudiquem o meio ambiente, e de utilizar recursos naturais, para nos ajudar não apenas a sustentar as indústrias têxteis, mas também o ecossistema como um todo.

Resumo deste conteúdo, clique e acesse

    Objetivos da sustentabilidade têxtil

    A indústria têxtil precisa acompanhar a sustentabilidade em todas as etapas de sua produção. Como um todo, os objetivos da sustentabilidade dentro da indústria têxtil podem incluir as seguintes medidas:

     

    • Aproveitamento de recursos naturais nos processos produtivos;
    • Disponibilidade de matérias-primas sustentáveis ​​a longo prazo;
    • Manuseio de produtos químicos em processos como tingimento e revestimento;
    • Descarte e tratamento de resíduos;
    • Cumprimento de diretrizes para eliminar riscos à saúde dos trabalhadores;
    • Normas de crueldade contra animais na aquisição de matéria prima.

    Dessa forma, cria-se uma consciência ambiental que também é importante para melhorar a perspectiva dos consumidores acerca da marca, uma vez que a responsabilidade ambiental é muito bem vista hoje em dia. 

    Sustentabilidade têxtil como responsabilidade ambiental 

    Em 2015, os membros das Nações Unidas adotaram a agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, que consistia em 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) para vários setores.  

    A indústria têxtil adaptou 5 desses 17, aos quais estamos relacionados - Ação Climática, Igualdade de Gênero, Produção e consumo responsáveis, Água Limpa e Saneamento e trabalho decente e crescimento econômico.  

    Foram estabelecidas diversas padronizações e credenciamentos autônomos consagrados internacionalmente, que se tornaram um padrão para medir a sustentabilidade de qualquer empresa.  

    As empresas têxteis em todo o mundo estão contribuindo ativamente para as práticas de redução da poluição e estabelecendo metas de emissão para controlar as mudanças climáticas, também fazendo monitoramento de emissões atmosféricas.

    Se a indústria têxtil deseja fazer um progresso consciente sem ameaçar ainda mais a natureza, as empresas devem implementar práticas de fabricação que reduzam a pegada de carbono, além de investir em pesquisa e desenvolvimento para sustentabilidade. 

    Muitas marcas internacionais de roupas estão hoje liderando a Missão de Sustentabilidade, pois estão em melhor posição para direcionar a opinião do consumidor e também vinculá-la às práticas de produção e fornecimento. 

    Portanto, muitas empresas têm buscado uma certidão de esgotamento sanitário e licenças ambientais para ter mais credibilidade no mercado.

    Moda sustentável ou “moda lenta” 

    As características da moda sustentável correspondem às filosofias da "moda lenta" (slow fashion) no sentido de que as qualidades emocionais, ecológicas e éticas são favorecidas em vez da conveniência uniforme e branda. 

    A slow fashion desafia a obsessão da moda em crescimento com a produção em massa e o estilo globalizado e se torna uma guardiã da diversidade.  

    Ela muda as relações de poder entre criadores de moda e consumidores e forja novos relacionamentos e confiança que só são possíveis em escalas menores.  

    Além disso, promove um maior estado de consciência do processo de design e seus impactos nos fluxos de recursos, trabalhadores, comunidades e ecossistemas.  

    A moda lenta geralmente consiste em produtos duráveis, técnicas de produção tradicionais ou conceitos de design que se esforçam para ser menos sazonais ou durar estética e materialmente por períodos mais longos. 

    A sustentabilidade começa com o design do produto

    Os materiais usados ​​para um têxtil não determinam apenas a estrutura da cadeia de valor e da cadeia de abastecimento, mas também as possibilidades de reciclagem. 

    Quanto mais materiais e produtos químicos diferentes são usados, mais difícil se torna a reciclagem posterior e maior o consumo de recursos dentro de empresa de estamparia e de produção de tecidos.

    A aplicação de têxteis como coletores solares, filtros de poluentes ou materiais isolantes oferece grande potencial para inovação. Assim, separamos alguns exemplos de tecidos com potencial sustentável para os setores da sociedade.  

    Tecidos de estofamento recicláveis

    Uma tecnologia inovadora para têxteis sustentáveis ​​e recicláveis ​​vem de empresas preocupadas com o meio ambiente, especialmente com reciclagem, meio ambiente, saúde e energia no design de produtos. 

    Os materiais podem ser separados por tipo e são 100% recicláveis. Produtos como os tecidos para estofados voltam ao ciclo de produção, consumo e renovação após a vida útil.

    Para combinar esses tecidos em estofamento, muitas pessoas têm buscado paletes usados preço, a fim de montar algo totalmente sustentável.

    Tapetes de aeronaves leves para reduzir as emissões de CO2

    Cada quilo de peso que as companhias aéreas podem economizar reduz o consumo de querosene e, portanto, também as emissões de CO2. 

    Algumas indústrias desenvolveram, portanto, um tapete para aeronaves que é significativamente mais leve do que os tapetes convencionais para aeronaves. 

    Dependendo do tipo de aeronave e do perfil da rota, as companhias aéreas podem usar o tapete para reduzir suas emissões de CO2 por aeronave por ano em cerca de dez toneladas. 

    Da rede de pesca ao novo traje  

    As fibras utilizadas como matéria-prima na produção têxtil poluem o meio ambiente durante o cultivo e são produzidas com alto aproveitamento de recursos. 

    Algodão orgânico, lã orgânica, fibras naturais nativas como linho ou cânhamo e fibras à base de celulose são alternativas ao algodão convencional. No caso das fibras sintéticas, é possível processar leite ou outras proteínas animais, por exemplo, em vez de óleo cru. 

    No entanto, essas inovações ainda estão no início de seu desenvolvimento, são intensivas em custos e estão na faixa por milhão de consumo total.

    Uma forma alternativa de produção de fibras é também a reciclagem de matérias-primas. Algumas fábricas estão comprometidas com um meio ambiente mais limpo, não apenas em terra, mas também nos oceanos. 

    As empresas coletam redes “fantasmas” que flutuam no mar e produzem fios de náilon reciclados. Com eles, são produzidos tecidos funcionais para moda praia, o que fecha novamente o círculo ecológico.  

    Toalhas sustentáveis

    As fibras são enroladas em fios e então se produz a roupa. Além do uso de auxiliares químicos, o alto consumo de energia para os processos de fiação, tecelagem, lavagem e secagem é de particular relevância ambiental nesta etapa de produção. 

    Economizar energia é, portanto, também do interesse das empresas. Com sequências de processo aprimoradas ou com recuperação de energia do calor residual do processo, tenta-se obter o máximo da energia consumida.

    O acabamento pode ser sustentável e econômico

    Durante o acabamento, o tecido é tingido, sem vincos, à prova d'água ou à prova de fogo para impressao em tecido. Nesse processo são usados muitos aditivos químicos além do alto consumo de água. 

    Portanto, as inovações visam reduzir as quantidades de águas residuais contaminadas quimicamente e, ao mesmo tempo, reduzir a demanda por água potável.

    Um grande desafio para a indústria têxtil é que não existem produtos químicos ecológicos disponíveis no mercado para certas funções têxteis. O desenvolvimento de alternativas ecológica e funcionalmente aceitáveis ​​é, portanto, o foco das inovações. 

    Métodos ecológicos e o uso de tinturas vegetais são tópicos que são abordados em vários projetos.

    Esperança de recuperar o atraso em condições de trabalho justas

    A produção do produto acabado só pode ser parcialmente automatizada e envolve um alto nível de mão de obra. A produção têxtil é, portanto, terceirizada principalmente para países asiáticos com baixos níveis de custo de mão de obra. 

    A segurança ocupacional, o trabalho infantil e os salários justos, em particular, são uma preocupação central das empresas de produção sustentável.

    No momento, no entanto, a implementação de princípios de produção sustentável muitas vezes falha devido à falta de transparência, falta de controle por parte das autoridades e corrupção. 

    As empresas têxteis que procuram sustentabilidade estão, portanto, geralmente por conta própria quando se trata de sustentabilidade social.  

    Conclusões

    Nos últimos anos, a sustentabilidade se tornou uma grande tendência na indústria têxtil. Os consumidores estão mais bem informados e esperam cada vez mais produtos ecológicos e socialmente aceitáveis ​​e, portanto, soluções sustentáveis. 

    Dessa forma, passam a fazer mais exigências sobre quem vende, buscando até saber se a empresa tem parceria com serviço de certificado de dispensa de licença ambiental e se toma as devidas providências para evitar danos ao meio ambiente.

    No entanto, os desafios sociais e ambientais na cadeia de valor têxtil global só podem ser resolvidos se a política, os negócios e a sociedade civil se unirem.

    Pode ser muito interessante, você começar a pesquisar serviços como licenciamento ambiental preço e contratá-lo para seu negócio, adequando-se às novas exigências da sociedade.

    Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

    Marco da Moda

    Em nosso portal de conteúdo sobre moda, você terá o melhor material da internet sobre moda masculina e feminina. Você não vai se arrepender, fique a vontade em nosso portal de conteúdo sobre moda. Marco da moda é feito especialmente para você :)

    Separamos especialmente para você

    Go up

    Nós armazenamos dados temporariamente para melhorar a sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Saiba mais