Moda Masculina

Ready to wear: o que isto significa?

Olá, tudo bem com vocês? Eu sou Marco Macei, sejam muito bem-vindos ao meu blog. Hoje resolvi falar sobre um assunto ligado à moda, mais especificamente, quero abordar o significado que a expressão “ready to wear” tem para este universo.

Sempre estou pesquisando para produzir os conteúdos aqui do blog e, de vez em quando, surgem expressões, palavras ou termos que eu admito desconhecer.

Blog de moda masculina Marco da Moda
Ready to wear da Cavalera apresentado na SPFW N47 2019 – Foto: Zé Takahashi

Não sou estudante de moda, nem tenho qualquer formação na área, por enquanto. Porém, me dedico ao máximo para aprimorar meus conhecimentos e poder compartilhá-los com vocês. Assim como o assunto a seguir.

Ready to Wear ou Prêt-à-porter

Devido ao desenvolvimento tecnológico e ao isolamento causado pela Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos sentiram a necessidade de construir sua própria indústria da moda, pois até a década de 30 do século passado, só era possível obter alguma peça de roupa por meio de encomenda com um alfaiate, costureira ou estilista.

Conceito de moda
Prêt-à-porter da Piet apresentado na SPFW N47 2019 – Foto: Zé Takahashi

Dado isso, houve a industrialização da confecção de vestimentas que se deu em larga escala e passou adotar um padrão de medidas para sua comercialização. Algo inexistente até então, já que as roupas eram feitas sob medida e individualizadas.

Após o fim da guerra, mais exatamente em 1948, os empresários franceses Jean-Claude Weill e Albert Lempereur se interessaram pela nova forma mais econômica, ágil e fácil de se produzir roupas. Gostaram tanto que levaram o conceito para a Europa e este passou a se chamar Prêt-à-porter.

Ready to wear (inglês) e Prêt-à-porter (francês) significam “pronto para usar” e foi o nome que este tipo de manufatura recebeu. O conceito deu tão certo que, atualmente, as roupas usadas por nós são todas fabricadas, ou quase todas, seguindo essa ideia mundialmente aceita.

Alta Costura X Ready to Wear

Amir Slama SPFW N47 2019
Ready to wear do Amir Slama apresentado na SPFW N47 2019 – Foto: Zé Takahashi

Podemos dizer que o ready to wear e a Alta Costura são antagônicos. Enquanto que o primeiro segue tamanhos padronizadas, a segunda é feita sob medida. Outra diferença é que a Alta Costura é realizada à mão e no ready to wear são utilizados maquinários para confeccionar uma peça.

Abaixo, nós temos um quadro comparativo para melhor entendimento.

Alta Costura:
1) roupas luxuosas
2) sob medida
3) costuradas à mão
4) feitas em território francês.
Ready To Wear:
1) roupas luxuosas ou acessíveis
2) medidas padronizadas
3) costura mecanizada
4) produzidas em qualquer lugar do mundo

Para que uma peça seja considerada de Alta Costura (Haute Couture), ela deve seguir algumas regras estabelecidas. As roupas devem ser luxuosas, feitas sob medida, costuradas à mão e produzidas no território francês.

Sim, isto mesmo que vocês entenderam, não existe Alta Costura fora da França. O termo só pode ser usado para as peças produzidas lá.


INDICAÇÃO DE LEITURA:

SPFW N47: VEJA O QUE ROLOU DE MODA MASCULINA

ANÁLISE DE LOOK MASCULINO 8 | ALL JEANS

ANIMAL PRINT: TENDÊNCIA DE MODA MASCULINA DESTE ANO


Espero que vocês tenham gostado do post de hoje. Compartilhem nas redes sociais e contem aí nos comentários se vocês também tinham dúvidas quanto a este assunto.

Sigam as redes sociais do blog clicando nos ícones da lateral direita do site. Um abraço a todos e até a próxima!