dermaroller e microagulhamento

Microagulhamento e Dermaroller: riscos e polêmicas

Olá cavalheiros, tudo bem com vocês? Eu sou Marco Macei, sejam muito bem-vindos ao meu blog. O post de hoje pode gerar uma certa polêmica, mas sinto que devo falar o que eu julgo necessário. O assunto deste artigo é microagulhamento e dermaroller.

O que é microagulhamento?

A técnica de microagulhamento consiste em causar pequenas lesões por agulhas na pele com objetivo de promover o rejuvenescimento através da estimulação do colágeno na pele.

Serve também para tratar cicatrizes de acnes e manchas, assim como é indicado para tratar estrias e melasmas.

O que é Dermaroller?

Basicamente, trata-se de um pequeno tambor com várias microagulhas que giram e perfuram a pele. Surgiu na década de 90 na Alemanha, mas só começou a se popularizar em meados de 2006.

Em 2009, o aparelho chegou a custar por volta de 700 reais em média, mas hoje me dia, consegue-se comprar por até 30 reais.

aparelho dermaroller

Quanto custa?

Uma sessão de microagulhamento com um profissional habilitado custa em torno de R$ 200 a R$ 700, podendo variar de clínica para clínica e profissional que fará o procedimento.

Quais os riscos envolvidos?

Por causar lesões na pele, o tratamento pode gerar infecção, caso não sejam observadas as condições de higiene necessárias, deixando sequelas para vida toda.

Outro fator de risco é a formação de queloides, pois algumas pessoas são propensas e pode arruinar de vez com sua pele. Por isso, somente um bom médico poderá verificar esse fator de risco existe e indicar, ou não, o tratamento.

Qual é a polêmica?

A polêmica que gira em torno deste procedimento é que muitas blogueiras, que aliás são as maiores responsáveis pela popularização do Dermaroller, costumam realizar a técnica em suas residências onde filmam todo o processo e publicam no YouTube.

Por terem, muitas vezes, milhares ou milhões de seguidores, os profissionais do ramo da estética fazem duras criticam a elas por afirmar que tal procedimento só deve ser realizado por alguém habilitado e em um ambiente mais propício: o consultório.

Outras críticas se devem ao fato de que muitas, assim eles alegam, desconhecem ou ignoram os riscos que envolvem o microagulhamento.

De outro lado, as blogueiras afirmam que tal técnica foi criada com o máximo de cuidado possível por seu inventor para que fosse um tratamento estético simples que pudesse ser realizado em casa mesmo.

Qual a minha opinião e experiência com o Dermaroller?

dermaroller
Foto: Lincoln Briniak

Bom, antes mesmo de fundar este blog eu já realizava o procedimento em minha própria residência. Isso mesmo, eu não faço com um profissional e o motivo está justamente no preço cobrado pelas clínicas de estética.

Mas eu estudei semanas antes mesmo de comprar o aparelho. Vi vários vídeos de médicos, esteticistas e pessoas que também resolveram usá-lo em casa. Estudei como deveria realizar o procedimento, o tamanho indicado para começar e quais os riscos que envolvem a técnica.

Eu iniciei pelo dermaroller de 1mm e hoje uso o de 1,5mm, mas pretendo, daqui a três meses, subir para 2mm e parar por aí.

Durante 3 sessões, eu usei o de 1mm e não vi resultados nenhum, cheguei a pensar que, ou as pessoas estavam mentindo, ou eu estava fazendo tudo errado.

Depois dessas sessões frustradas, eu fiquei alguns meses sem realizar o microagulhamento. Foi então que eu resolvi passar para o dermaroller de 1,5mm. E, para minha surpresa, foi a melhor decisão que tomei. Já na segunda sessão com o de 1,5mm, vi resultados tanto nas cicatrizes de acnes como nas manchas do meu rosto.

Também finalizo o procedimento passando Vitanol-A no rosto, aliás há um post só falando dele aqui no blog e vou deixar o link no final deste artigo.

Quais os cuidados que eu tomo?

Antes de iniciar o procedimento, eu costumo lavar meu rosto duas vezes com um sabonete para o rosto, geralmente a base de ácido salicílico que retira bem a gordura da pele. Eu uso o Clearskin da Avon que é um gel de limpeza facial muito bom que também já tem um artigo no blog.

Depois do rosto lavado, eu passo álcool antisséptico a 70% daqueles que se compra em farmácia e, em seguida, finalizo com uma pomada anestésica para diminuir a dor.

Para assepsia do dermaroller, eu fervo água e coloco um pouco de vinagre orgânico de maçã, mas pode ser outro, e deixo alguns minutos. Depois, mergulho o aparelho em outro recipiente com o mesmo álcool citado anteriormente e deixo até o momento de usá-lo.

Você deve fazer em casa?

estética facial

Eu não indico a ninguém fazer em casa, pois não sou nenhum profissional da área. Que isso fique bem claro. O uso doméstico do aparelho foi uma decisão deliberada onde eu assumi todos os riscos por conta própria. Então, se você possuir condições financeiras para realizar o tratamento numa clínica, faça.

Eu mesmo, quando tiver condições, os farei somente com profissionais especializados e habilitados para isso. Mas por enquanto, vou fazendo em casa mesmo, por que não sou rico, ainda (sonhar não paga né).

Onde comprar o dermaroller?

Caso alguém tenha curiosidade em saber onde comprei, eu adquiri os meus aparelhos no Mercado Livre e o Vitanol-A, eu comprei na farmácia. Também procure um médico para receitar o Vitanol-A.


INDICAÇÃO DE LEITURA:

GEL CLEARSKIN DA AVON: PELE SECA E SEM ACNE

VITANOL-A: VALE A PENA USAR?

PELE SEM BRILHO COM A ESPUMA FACIAL TURBO LIGHT DA GARNIER MEN


Espero que vocês tenham gostado do post de hoje. Deixem aí nos comentários qual a opinião de vocês sobre essa polêmica do microagulhamento realizado em casa.

Sigam as redes sociais do blog clicando nos ícones do lado direito do site. Um abraço a todos e até a próxima!

Deixe uma resposta